Manifestação pelo Passe Livre em Fortaleza

Por Rede de Mídia Classista (RMC)
Mais uma vez a pauta do Transporte Coletivo, carteirinhas estudantis e Passe Livre promove manifestações combativas em Fortaleza. A semana foi intensa com protagonismo combativo de estudantes secundaristas. No dia (09/05), o centro de Fortaleza vivenciou uma manifestação com aproximadamente mil estudantes que resistiram por um tempo significativo no confronto com a Guarda Municipal e PM, fechando o comércio central da cidade. Foram realizados piquetes em escolas e mais uma vez, os aparatos de repressão e criminalização se intensificam, com policiais empunhando armas de fogo e a mídia burguesa-oligárquica da cidade cumprindo seu papel na defesa do Estado repressor e categorizando como crime a auto-defesa estudantil. Os jornais corporativos atentam para o total de 16 pessoas presas. Além disso, a pauta editorial dos jornais e da mídia comprometida com empresários, juízes, partidos e militares é a criminalização, inclusive com manifestantes sendo citados nominalmente nos órgãos da imprensa local. A manifestação foi organizada pela Frente Permanente pelo Passe Livre de Fortaleza, construida por diversas organizações, entre elas a Rede Estudantil Classista e Combativa (RECC).

Segue video de populares resistindo a violência policial que tentava levar um estudante para a viatura. O policial atirou com munição letal contra a população:

 

foto de policial com arma de fogo contra a população
10295984_484263865040100_3955206904323097711_o
No dia de 15 de maio aconteceu mais um ato pelo Passe Livre que se integrou ao dia nacional de mobilizações contras as injustiças da copa e o favorecimento do Estado às grandes empresa. Mais uma vez a polícia utilizou-se da repressão brutal contra a manifestação, inclusive no interior do Instituto Federal do Ceará – Fortaleza.
Os estudantes retornaram as ruas para garantir seu direito ao passe livre e estende-los aos desempregados. A falta de entrega das carteirinhas estudantis pela Prefeitura de Fortaleza foi o estopim da mobilização. Juntou-se as reinvindicações a denúncia contra as remoções, a repressão do ato anterior e os altos investimentos dos governos federal e estadual em megaeventos e empreendimentos privados.

O objetivo dos manifestantes era chegar à Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) mas foram reprimidos pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar, que lançou bombas de efeito moral e de gás lacrimogênio.

Depois de várias revistas e da detenção de um adolescente os manifestantes retornaram ao IFCE. Foi então que o Batalhão de Choque da PM jogou bombas de efeito moral e de gás no interior da instituiçãoA violência polícial impediu as aulas do turno da noite.

Mais vídeo da Manifestação feito pelo coletivo Nigéria Audivisual.

Estudantes protestam pela entrega da carteirinha e pelo passe livre.
unnamed
Fortalecer os mecanismos de segurança estudantil!!

Sem Passe Livre, Não Vai ter Copa!!!

Construir a Greve Geral!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s