[RECC-RJ] Lutar para Estudar! Estudar para Lutar! – CEFET RJ

Boletim n° 02 do Comitê de Propaganda da RECC- CEFET/RJ – Novembro/2016

Lutar para estudar! Estudar para lutar!

O atual cenário político-econômico brasileiro é cortes de gastos e ataques severos à classe trabalhadora iniciado pelo governo Dilma/Lula (PT/PMDB) e intensificado por Temer (PMDB/PSDB). A PEC 55, antiga 241, ataca diretamente os serviços públicos de saúde, educação e assistência social, levando a precarização dos mesmos, já que se congela por 20 anos os investimentos nessas áreas.

O CEFET-RJ não está descolado dessa situação! Os ataques à essa instituição ocorrem desde muito tempo com uma direção geral elitista que monta em todos os campi verdadeiros currais eleitorais para continuar reproduzindo as lógicas neoliberais do governo federal. Um exemplo claro é o projeto de universidade tecnológica, que a longo prazo materializa o fim do ensino médio técnico, como ocorreu no CEFET Paraná, e que é rejeitado pela maioria dos estudantes. Além disso, a Direção quer implementar a colocação de pontos eletrônicos para os servidores, sem discussão com a categoria.

No campus Nova Iguaçu a situação não é diferente! O fim do curso noturno de Engenharia de Produção e Automação, que foi alterado sem qualquer consulta prévia, e o curso de Engenharia Mecânica, que possui até em seu quarto período matérias na parte da manhã, contribui para a elitização da Instituição e torna o curso inviável para os estudantes que necessitam trabalhar e realizar estágios para se sustentar na faculdade, visto que o número de bolsas não atende a maioria dos estudantes que precisam delas.

Em contrapartida, os estudantes secundaristas e universitários não se sentem representados pelo grêmio estudantil e pelo centro acadêmico, pois os mesmos possuem uma postura recuada perante à luta estudantil e conciliadora com a direção.

É Preciso Radicalizar a Luta!
Se Estudar é um Direito, Ocupar é um Dever! Barrar à PEC 241 (55)!escola

As lutas estudantis combativas se espalham por vários estados brasileiros mostrando mais uma vez que o reformismo do movimento estudantil não dá conta para barrar tais ataques à educação. Exemplo disso são as ocupações que se espalham pelo Brasil, de forma autônoma e combativa.

 As entidades estudantis oportunistas eleitoreiras (UNE, UBES, AERJ, ANEL), cada vez mais vem perdendo seus espaços pois suas posturas são recuadas e burocratizadas. Além disso, não conseguem visualizar nenhuma luta por fora do parlamento burguês, sem contar com seu recuado discurso pacifista e criminalizador da luta radical.

Situações como essa que mostram a necessidade do fortalecimento dos comitês de mobilização de base, composto por toda comunidade acadêmica (estudantes, professores, técnicos e terceirizados) para a construção da GREVE GERAL. Só através de uma luta unificada e combativa alcançaremos a vitória!  Por isso a Rede Estudantil Classista e Combativa (RECC) saúda todas as companheiras e companheiros que estão dispostos a estar nas mesmas trincheiras para construção de uma luta radical, independente e pela base.

CONHEÇA A REDE ESTUDANTIL CLASSISTA E COMBATIVA!
CONHEÇA A RECC!

Acesse o boletim em pdf aqui: cefet

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s