[Espanha] Somos Tod@s Pablo e Jorge!!

No dia 4 de setembro os camaradas Jorge e Pablo, da Espanha, foram condenados a prisão por supostos acontecimentos da  greve geral de 14 de novembro de 2012 com base somente em acusações realizadas por Policiais. Reproduzimos abaixo o comunicado da CNT. A Federação de Organizações Sindicalistas Revolucionárias do Brasil (FOB) se solidariza com os camaradas e daremos toda publicidade e solidariedade possível. A nossa luta é internacional! Mão Estendida ao Companheiro, Punho Cerrado ao Inimigo. Para mais informações sobre o caso Pablo e Jorge: https://stoprepresionlarioja.wordpress.com/

Somos Tod@s Pablo e Jorge!!

Pare as perseguições as/os Sindicalistas!!

#NoCaso14N

         Na manhã de 4 de setembro, mais de cinco anos após os eventos ocorridos suposições e digo suposta porque a acusação não conseguiu fundamentar as suas acusações com provas, exceto o policiales- testemunho, finalmente nos encontramos a sentença para o julgamento de 14-N, que condena nossos camaradas Jorge e Pablo a um ano e quatro anos e nove meses de prisão, respectivamente.

A notícia caiu na CNT como um banho de água fria, não tanto pela questão jurídica em si – ainda há recurso, mas pela moral. Nossa desconfiança do que é conhecido como “Justiça” foi confirmada. E embora desejássemos poder dizer o contrário desse NÃO-CASO, vemos reafirmar nossa posição sobre instituições que, se por algo são caracterizadas, é por sua hostilidade em relação ao movimento operário.

Que esperamos? Justiça. Mas não é um processo novo e exaustivo em que os personagens teoricamente neutros avaliam alguns testes e testemunhos. O que queremos é o reconhecimento público de que nossos dois camaradas foram falsamente acusados. A absolvição. Nós não acreditamos em palavras e testemunhas policiais, nós estávamos lá e também vimos os vídeos do que aconteceu naquela demonstração.

Esta senteça foi um passo atrás. Agora dá três para a frente, começando com a demonstração, chamado por StopRepresionRioja, no último sábado, 8 de setembro de às 18:30, onde foi executado a partir do tribunal chamado Logroño. Nossa única defesa é que mais e mais ouvidos estão cientes dessa NÃO-Justiça.

Declaração de resposta à sentença de StopRepresionRioja. (https://stoprepresionlarioja.wordpress.com/)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s