[FOB-CE] CHAMADO PARA BLOCO AUTÔNOMO NO 14J

Os ataques orquestrados pelo governo Bolsonaro/Mourão contém um pano de fundo, que é a precarização de nossas vidas, nossa morte. Não podemos ficar parados em meio a destruição de nossos direitos, precisamos nos organizar para barrar a reforma da previdência. Nosso futuro está ameaçado! A derrota desses ataques só virá de nossas mãos! Nós da FOB, convidamos todos/as trabalhadores/ras, estudantes e desempregados para compor o … Continuar lendo [FOB-CE] CHAMADO PARA BLOCO AUTÔNOMO NO 14J

NOTA COLETIVA DOS ESTUDANTES DE FILOSOFIA UFRN

ONDE ESTAREMOS DAQUI A 4 ANOS? VAI TER PÓS-GRADUAÇÃO? VAI TER EMPREGO? Os ataques do governo reacionário Bozo/Mourão não param, mas nós na contramão paramos no tempo e assistimos ao desmonte da universidade, do nosso futuro, e a retirada dos direitos da classe trabalhadora. A nossa área de humanas, e em particular a filosofia, vem sofrendo com o cerceamento da liberdade de pensamento e pesquisa, … Continuar lendo NOTA COLETIVA DOS ESTUDANTES DE FILOSOFIA UFRN

[FOB-CE] CONSTRUIR UM BLOCO AUTÔNOMO NO 30M

O sindicalismo oficial e as demais forças social-democratas tentam hegemonizar as lutas contra o governo Bolsonaro/PSL, não para derruba-lo, mas para fazê-lo sangrar até as proximas eleições, pois jogam toda sua força para a construção de uma “alternativa eleitoral”. Os setores autônomos do movimento de massa permanecem isolados e apesar de grandes, a desorganização destes impõe a pouca “expressão” no combate ao governo. É preciso … Continuar lendo [FOB-CE] CONSTRUIR UM BLOCO AUTÔNOMO NO 30M

[FOB] Apresentação da FOB em Recife

A conjuntura internacional e, em especial, a nacional nos aponta o aumento da crise econômico-político e o aprofundamento das desigualdades sociais e repressão ao povo, já podemos sentir os efeitos nas retiradas de direitos básicos (cortes na educação e aumento do gás e das passagens de ônibus). Estamos presenciando a favelização aumentar, repressão aumentar sobre universidades e os professores, o desmonte dos direitos trabalhistas e … Continuar lendo [FOB] Apresentação da FOB em Recife

[FOB-CE] I ENCONTRO DE CONSTRUÇÃO DO SINDICATO GERAL AUTÔNOMO – CEARÁ

A conjuntura internacional e, em especial, a nacional nos aponta o aprofundamento das desigualdades sociais e repressão ao povo e aos movimentos sociais de norte a sul do país. As reformas neoliberais têm como consequência de curto prazo o empobrecimento da classe trabalhadora e a perda de direitos com as Reformas Trabalhista e Previdenciária em curso. Nesse sentido, somente através da organização autônoma dos trabalhadores … Continuar lendo [FOB-CE] I ENCONTRO DE CONSTRUÇÃO DO SINDICATO GERAL AUTÔNOMO – CEARÁ

[RMC] Cinco camponeses dos Fóruns e Redes de Cidadania são presos no Maranhão

Latifundiários junto com o governador do Estado do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) perseguem camponeses .   Segue a nota dos Fóruns e Redes de Cidadania :                                  “Os campos públicos e as cercas criminosas” Notícias vindas de Arari dão conta que, na manhã de hoje, 28/02/2019, foram presos 5 (cinco) membros dos Fóruns e Redes … Continuar lendo [RMC] Cinco camponeses dos Fóruns e Redes de Cidadania são presos no Maranhão

Toda solidariedade a Cacique Madalena Pitaguary!

A liderança indígena Cacique Madalena Pitaguary sofreu um atentado ao levar um tiro em direção a sua cabeça. Isto ocorreu no dia 12 de setembro na Terra Indígena Pitaguary, em Maracanaú, município da Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com relatos, ela estava acompanhada de crianças e uma outra mulher quando foi abordada violentamente por um sujeito. Madalena travou luta corporal antes de levar o … Continuar lendo Toda solidariedade a Cacique Madalena Pitaguary!

[RECC-CE] COMUNICADO

Viemos, por meio deste, comunicar que o sujeito conhecido como “Soneca” nos movimentos sociais não integra mais nossas fileiras desde de 2017. Tal pessoa foi expulsa por ter comportamentos machistas chegando a agredir fisicamente sua companheira na época. Entendemos que a destruição do capitalismo passa também pela destruição do machismo como de todas as outras formas de opressão. Não há espaço para machistas em nossas … Continuar lendo [RECC-CE] COMUNICADO

[ORC-Nacional] INFORMES DOS ESTADOS

Olá trabalhadoras e trabalhadores da educação! Apresentamos aqui alguns informes dos núcleos da ORC onde estamos desenvolvendo atuação: Distrito Federal, Rio e Janeiro e Ceará. Além disso, convidamos aqueles professores de outras cidades e estados que queiram construir uma organização combativa e autônoma de trabalhadores da educação que entrem em contato conosco.  Esta folha frente e verso é um complemento do Boletim Nacional nº2, podendo … Continuar lendo [ORC-Nacional] INFORMES DOS ESTADOS

[ORC-Nacional] GREVE NACIONAL E 15M: Derrotar as reformas neoliberais e destruir a burocracia sindical, uma só tarefa!

DERROTAR AS REFORMAS NEOLIBERAIS

E DESTRUIR A BUROCRACIA SINDICAL, UMA SÓ TAREFA!

Boletim Nacional da Oposição de Resistência Classista (O.R.C.), nº2, Março de 2017

Clique para abrir o Boletim Nacional em PDF

Nós trabalhadores/as da educação estamos diante de um momento decisivo para a defesa dos nossos direitos.É também um momento complexo onde fatores de diversas ordens influenciam positiva e negativamente o processo de resistência.

Primeiramente, devemos apresentar uma contradição. Todos nós sabemos e sentimos que hoje existe uma necessidade inadiável de ação e resistência. Os projetos anti-povo (reforma do ensino médio, trabalhista, previdenciária, PEC 55, aumentos de tarifas de ônibus e outros) estão sendo votados com urgência no parlamento brasileiro. Por outro lado, fica perceptível a impotência da atual estrutura sindical (especialmente CUT/CNTE, CTB e FS, mas também CSP-Conlutas e Intersindical) em construir os meios de ação e organização para barrar tais projetos e defender os direitos.

Dessa contradição fundamental temos presenciado tendências negativas de ordem pessoal (derrotismo, impaciência, individualismo) e coletivas (esvaziamento de assembleias, maior burocratização e acovardamento dos sindicatos, dentre outros). Porém, contraditoriamente se aprofundam tendências positivas de ordem pessoal (crítica à burocracia sindical, fim das ilusões com a democracia burguesa, coletivismo, autonomismo) e de ordem coletiva (criação de grupos autônomos nas bases das categorias, greves insurgentes, protestos radicais e métodos de autodefesa de massas). A própria palavra de ordem da “greve geral” virou um apelo popular, mas as burocracias apenas a utilizam para “belos” discursos e blefam, com medo de um levante popular que fuja ao controle e comprometa seus interesses eleitorais em 2018.

Todo esse cenário tem gerado uma nova experiência para o povo brasileiro e para os trabalhadores da educação. Essa nova etapa teve início com o levante popular de junho de 2013. Para nos posicionar de forma correta nessa greve nacional devemos conhecer nossos inimigos e nossas tarefas.

1) Como a Reforma da Previdência atinge a Educação?

A proposta de emenda constitucional (PEC) 287, vem com o intuito de modificar as regras de aposentadoria para os trabalhadores. A proposta, além de estipular uma idade mínima, 65 anos, prevê o fim das aposentadorias especiais que ocorrem atualmente.

Os professores, por terem uma condição de trabalho considerada nociva para a saúde, tem direito a aposentarem 5 anos mais cedo do que as demais profissões. As mulheres, por exercerem dupla jornada de trabalho, também aposentam mais cedo do que os homens. Todas essas conquistas estão sendo desconsideradas na nova proposta da previdência.

As maiores impactadas pela reforma serão justamente as mulheres professoras que podem ter adicionadas ao tempo de serviço quase 15 anos! Ora, muitos professores não conseguem concluir as carreiras até o final sem adoecer física ou psicologicamente nas regras atuais, imagina com mais 10 ou 15 anos de trabalho?  A ideia do governo é forçar a aposentadoria antes, para que reduza as aposentadorias integrais, assim muitos irão recorrer a previdência privada para tentar complementar a renda, enriquecendo os empresários desse setor. Continuar lendo “[ORC-Nacional] GREVE NACIONAL E 15M: Derrotar as reformas neoliberais e destruir a burocracia sindical, uma só tarefa!”