FORA BOLSONARO! PODER PARA O POVO | Um chamado à ação direta e à unidade dos setores revolucionários

A luta intestinal que se desenrola entre as diversas frações da burguesia, as cenas que variam entre o grotesco e o ridículo e se repetem quase que diariamente no governo miliciano de extrema-direita, os ataques brutais contra os direitos do povo e a carnificina promovida pelo Estado policial nas periferias e no campo, se somam as insurreições e os levantes anticoloniais e anticapitalistas dos povos na América Latina e no mundo, como demonstrações do aprofundamento da crise capitalista e da crise de dominação burguesa no Brasil e em todo o mundo. Os povos heroicamente se levantam no Haiti, Honduras, Equador e Chile, assim como, na Argélia, Sudão, Catalunha, Iraque e diversos outros países, ou protagonizam guerras anticoloniais como no Iêmen e na revolução social do povo curdo em Rojava, atacado pelo fascismo turco com o aval dos Estados vizinhos e dos blocos imperialistas. Continuar lendo FORA BOLSONARO! PODER PARA O POVO | Um chamado à ação direta e à unidade dos setores revolucionários

Campanha de solidariedade: vamos ajudar a cooperativa de catadores Crescer, de Goiânia.

No dia primeiro de setembro, a cooperativa Crecer em Goiânia-GO foi vítima de um incêndio criminoso. Dezenas de famílias de catadores dependiam da cooperativa para sobreviver. Todo o fruto do trabalho destas famílias (material reciclável) foi perdido. O galpão da cooperativa foi condenado. A FAT-FOB junto com o Movimento Nacional dos Catadores – seção Goiás iniciaram assim um campanha em solidariedade aos catadores. Várias cestas … Continuar lendo Campanha de solidariedade: vamos ajudar a cooperativa de catadores Crescer, de Goiânia.

[GO] BLOCO AUTÔNOMO NO 1º DE MAIO!

Nos últimos anos o primeiro de maio tem sido associado a um dia de festa, entregas de prêmios, shows, micaretas, por partes das centrais sindicais pelegas (CUT, CTB, NCST, FORÇA SINDICAL etc.) e por parte dos governos federais, a ideia desse primeiro de maio festivo é justamente romper com a tradição histórica de muita luta e luto dos trabalhadores que essa data representa e assim … Continuar lendo [GO] BLOCO AUTÔNOMO NO 1º DE MAIO!

[FAT] Estudantes e Aparecida de Goiânia se levantam

Por FEDERAÇÃO AUTÔNOMA DOS TRABALHADORES – FAT Ontem (18/02), no IFG de Aparecida, alunos organizaram uma grande assembleia para discutir e deliberar mobilizações em defesa da educação pública de qualidade no estado. A assembleia contou com a presença de diversos alunos das escolas estaduais da região. De ontem para hoje, esses mesmos alunos articularam-se entre si, paralisaram seus colégios e seguem, agora, num grande ato … Continuar lendo [FAT] Estudantes e Aparecida de Goiânia se levantam

[FAT-GO] POR UMA GREVE CLASSISTA E COMBATIVA NA REDE ESTADUAL DE GOIÁS!

Por Federação Autônoma dos Trabalhadores (FAT), filiada à FOB. O governo de Goiás segue sua política de ataques contra a população. O “novo episódio” é o não pagamento dos salários do mês de dezembro para os servidores estaduais. A sem-vergonhice estatal é enorme, propondo parcelamento dos salários e pedindo para que farmácias e mercados façam “fiado” aos trabalhadores. Um absurdo atrás do outro, considerando que … Continuar lendo [FAT-GO] POR UMA GREVE CLASSISTA E COMBATIVA NA REDE ESTADUAL DE GOIÁS!

[Goiás] Surge a Federação Autônoma dos Trabalhadores (FAT)!

Reproduzimos abaixo o manifesto de fundação da Federação Autônoma dos Trabalhadores (FAT) em Goiás.

Mais informações: https://federacaoautonoma.wordpress.com

Emailfederacaoautonoma@gmail.com

PELA FEDERAÇÃO AUTÔNOMA DOS TRABALHADORES

Neste ano de 2017, um grupo de trabalhadores pobres de diferentes ofícios começou a se reunir, a discutir e a pensar formas de lutarmos contra a exploração que sofremos.

Somos catadores de recicláveis, garçons, professores de contrato temporário, porteiros, jardineiros e estudantes pobres.

Nossa união começou a dar forma ao objetivo de criar uma grande união dos trabalhadores pobres de Goiás, que chamamos agora de Federação Autônoma dos Trabalhadores (FAT).

Nossa vida sempre foi de dificuldades, de opressão e de exploração. Nos últimos anos, com a crise econômica e com os ataques do governo, ela tem se tornado ainda pior. Continuar lendo “[Goiás] Surge a Federação Autônoma dos Trabalhadores (FAT)!”

[GO] FORMAÇÃO SOBRE O SINDICALISMO REVOLUCIONÁRIO

O Coletivo Pedagogia em Luta – UFG e o Coletivo Tempo de Luta – História UFG que compõem a OCCA / UFG Oposição Classista Combativa e Autonôma fizeram nesta última semana uma formação histórica sobre o Sindicalismo Revolucionário, desde a Associação Internacional dos Trabalhadores até a Confederação Operária Brasileira na Primeira República. A formação teve caráter mais restrito, contando com a presença de um companheiro … Continuar lendo [GO] FORMAÇÃO SOBRE O SINDICALISMO REVOLUCIONÁRIO

[RECC-GO] CONTRA O GENOCÍDIO DO POVO NEGRO : AUTONOMIA E COMBATIVIDADE

O processo de colonização na América é marcado pelo extermínio e escravidão dos povos indígenas e do povo preto. Embora o sistema escravista seja anterior ao capitalismo, este último se apropria e se mantêm também pelo racismo, de modo que o Estado – instância máxima de controle de uma classe sobre a outra – é uma máquina de encarceramento e assassinato do povo preto, através … Continuar lendo [RECC-GO] CONTRA O GENOCÍDIO DO POVO NEGRO : AUTONOMIA E COMBATIVIDADE

[RECC-GO] Solidariedade para combater o machismo

por Oposição CCA ao DCE-UGF A Oposição Classista Combativa e Autônoma ao DCE da Universidade Federal de Goiás (OCCA/UFG) vem por meio desta nota, com muito pesar e revolta, tornar público nossa solidariedade a adolescente de 16 anos estuprada por 33 homens, a qual além de toda violência sexual sofrida foi humilhada ao ter vídeos e fotos do estupro divulgados na internet por seus agressores. … Continuar lendo [RECC-GO] Solidariedade para combater o machismo

[RECC-GO] Repressão em Goiás: seguimos resistindo. O Caldeirão Ferve!!!

por Oposição CCA – Classista, Combativa e Autônoma ao DCE da UFG, seção Goiânia (Filiada à RECC/FOB)

A luta pela educação

Desde o meio do ano de 2015 em Goiás, vem-se desenrolando uma luta em defesa da educação pública. O governador Marconi Perillo (PSDB) manifestou interesse de repassar a administração de escolas públicas as  organizações sociais e algumas escolas para a polícia militar poder gerir, atitudes que não resolveria e nem resolverá em nada os atuais problemas enfrentados pela educação pública. Frente a esses ataques secundaristas,professores da rede pública, estudantes e professores universitários e apoiadores se organizaram para resistir. Os métodos de resistência escolhidos variaram desde tentativas de diálogo com o governo até ocupações de escolas e prédio administrativo do Estado (Secretaria de Educação Cultura e Esporte-SEDUCE). Para tentar acabar com o movimento de resistência o governador utilizou de duas táticas: Uma criminosa, que foi o rompimento do duto de gás de uma escola feito por um possível policial a paisana (P2), a outra legal, mas não menos nociva, colocando a PM para fazer terror psicológico nas escolas ocupadas e alem disso, notando que mesmo com o terror planejado os estudantes não arregariam, a mando do governador policias do seviço de inteligência da PM invadiram algumas escolas expulsando os alunos, a maioria menor de idade, de dentro da escola na base da porrada. Um fato mais recente da truculência exercida pelo estado contra aqueles que lutam foi a desocupação da SEDUCE no dia 15 de fevereiro , que foi feita de maneira teatral pelas tropas de elite da PM (BOPE,GRAER e CHOQUE) com direito a discurso hipócrita de tenente coronel do choque no momento da prisão. Na desocupação 31 pessoas foram presas, desde secundaristas menores de idade ate um professor doutor da Universidade Federal de Goiás (UFG). Continuar lendo “[RECC-GO] Repressão em Goiás: seguimos resistindo. O Caldeirão Ferve!!!”