[FOB-DF] Solidariedade brasileira à Resistência em Afrin! Os curdos não estão sós!

por Federação das Organizações Sindicalistas Revolucionárias do Brasil, seção DF

FOB realiza ação de solidariedade à resistência em Afrin na embaixada da Turquia, Brasília (24 de março de 2018)

No dia 24 de Março, no Dia Mundial da Resistência de Afrin, a Federação das Organizações Sindicalistas Revolucionárias do Brasil – FOB organizou um ato em apoio à resistência curda. Foram distribuídos panfletos, estendida faixa, pronunciado gritos de ordem e falas em megafone direcionados aos trabalhadores na Rodoviária de Brasília, capital do Brasil. Durante o Ato, um grupo de capoeiristas pelo fim da violência contra as mulheres realizava um Ato em memória à Marielle Franco, executada dia 14 de março no Rio de Janeiro possivelmente por milícias paramilitares. Lutas que se somam pelo direito à vida, autodeterminação e autodefesa étnico-racial e de gênero. Após agitação e propaganda na Rodoviária, um grupo se dirigiu à Embaixada da Turquia, onde leu o manifesto da FOB condenando o Estado turco e ateou fogo à bandeira da Turquia. (Veja em breve vídeo do ato no site da FOB.) O povo curdo não está só, nossa resistência é internacional!

 

 

Fora Turquia de Afrin! O povo curdo grita: liberdade sim!
Todo apoio ao Curdistão! Que siga forte sua revolução!


Leia o panfleto distribuído à população candanga:

SOLIDARIEDADE GLOBAL À RESISTÊNCIA CURDA

O povo curdo nunca teve um território só seu. Milhões de pessoas desse povo vivem em uma região dividida entre Turquia, Irã, Iraque e Síria.

Esse povo tem sido fortemente prejudicado pela guerra civil na Síria, onde governos de países do oriente médio e do ocidente estão promovendo um verdadeiro massacre, que já soma milhões de mortos e feridos, além de uma onda de refugiados buscando abrigo em diversas partes do mundo para fugir dos horrores da guerra. Esse conflito militar ataca principalmente as minorias étnicas, como os curdos, e destrói sua história e sua cultura em nome dos interesses dos governantes das grandes nações.

Assim como os negros nas periferias brasileiras, que sobrevivem por conta própria enfrentando o genocídio da polícia militar e do tráfico, os curdos tem seu direito à cultura, ao trabalho e à dignidade negados, condenados à pobreza, ao isolamento e à violência. Apesar de todo o sofrimento, esse povo tem resistido heroicamente.

Desde 2014 a luta desse povo, por terra e liberdade, tem chamado a atenção de todo o mundo, pelo novo modelo de organização social que estão criando no norte da Síria.

Enfrentando a brutalidade dos extremistas e dos governos da Síria, Turquia, EUA e de países europeus, os curdos optaram por organizar sua vida e seu trabalho coletivamente, criando instituições que garantem uma democracia sem líderes, baseada na participação popular, na ecologia, nos direitos das mulheres, na liberdade cultural e religiosa e no trabalho coletivo: o Confederalismo Democrático.

Esse modelo de sociedade livre sofre repressão dos estados capitalistas tradicionais. Por isso, desde o dia 20 de janeiro a Turquia está invadindo e bombardeando uma região curda no norte da Síria, chamada Afrin.

Hoje, 24 de Março, no o Dia Mundial da Resistência de Afrin, atividades serão realizadas em diferentes partes do mundo em solidariedade aos povos desse território. Em todo o mundo, a solidariedade entre os povos que resistem grita: os curdos não estão sozinhos! Junte-se a nós!

Exigimos o cessar-fogo imediato do governo turco contra os territórios curdos! Basta de massacres! A liberdade vencerá!

* * *

Leia também: CHAMADO INTERNACIONAL PARA SOLIDARIEDADE A AFRIN E A REVOLUÇÃO CURDA!

 

Anúncios

CHAMADO INTERNACIONAL PARA SOLIDARIEDADE A AFRIN E A REVOLUÇÃO CURDA!

Depois de 56 dias de heróica resistência curda, Afrin foi tomada no dia 18/03 pelo regime turco de Erdogan com o apoio de mercenários jihadistas. O processo de limpeza étnica e destruição histórica e cultural vai em andamento e leva um selo da OTAN e das potências europeias.

De forma a evitar um massacre de proporções épicas a decisão do cantão de Afrin foi retirar toda a população para a região de Sherawa e Sheba. Mais de 500 civis assassinados, mais de 1000 pessoas feridas e 820 guerrilheiras e guerrilheiros tornaram-se mártires.

Segundo Declaração das heróicas guerrilhas curdas (YPG/YPJ): “A nossa luta contra a invasão estatal turca e as suas forças obscuras denominadas “Exército livre” continua. No entanto, a guerra tomou uma outra dimensão em que se torna necessário implementar novas tácticas, com o objectivo de evitar massacres de civis e desferir um golpe nas gangues. As nossas forças estão espalhadas por todas as zonas de Afrin e atacarão o exército turco invasor e as suas gangues nas suas próprias bases. A declaração de vitória realizada por Erdogan e pelos seus parceiros não tem qualquer valor na Turquia nem para a opinião pública mundial. As nossas forças tornar-se-ão o seu pior pesadelo. A resistência de Afrin prosseguirá até que o último centímetro de terra seja libertado e as pessoas de Afrin regressem às suas casas. (…) Prometemos a nossa gente, aos nossos mártires e feridos que os vingaremos.”

A resistência curda merecia, e merece mais do que o silêncio da nossa parte. A hora de agir é agora e já. Em momentos tão decisivos é necessário que nos posicionemos ao lado do povo curdo e demonstremos a nossa solidariedade além das fronteiras. Em 24 de Março, no Dia Mundial da Resistência de Afrin temos de deixar bem claro a nossa posição anti-imperialista e solidária à luta dos povos. Ocupemos as ruas, ocupemos as embaixadas e denunciemos todas as organizações que direta e indiretamente estão a apoiar e a silenciar este massacre.

Por Afrin, Por Rojava , Pela Revolução curda!
Não ao massacre e invasão colonial do Estado Turco!
#WorldAfrinDayFEDERAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES SINDICALISTAS REVOLUCIONÁRIAS DO BRASIL – FOB

[FOB – BRASIL] II ENOPES: A new revolutionary and mass syndical alternative arises! / II ENOPES: Une nouvelle alternative syndicale révolutionnaire de masse surgit! / II ENOPES: Surge una Nueva alternativa sindical de masas e revolucionária! / II ENOPES: Surge uma nova alternativa sindical de massas e revolucionária!

Traduções voluntárias para para todos idiomas são muito bem vindas!!!

estamos recebendo em lutafob@protonmail.com


 II ENOPES: A new revolutionary and mass syndical alternative arises!
It is created the Federation of the Revolutionary Syndicalist Organisations of Brazil – FOB

In the year of the commemoration of the centenary of the Russian Revolution and of the first General Strike of Brazil, occurred in 1917, on October 12, 13, 14 and 15 was carried out the II Enopes. Counting with more than a hundred participants, among delegates and observers, of ten Brazil states, the II Enopes discussed the national and international political conjuncture and the struggle and organization strategies for the next period.

The II Enopes had as its major decision the transformation of the Forum of  Oppositions by the Base into Federation of the Revolutionary Syndicalist Organisations of Brazil. The change is not only of nomenclature but also organizative. Continuar lendo

[FOB] Estatutos de organizações sindicalistas revolucionárias do mundo

Disponibilizamos os Estatutos de algumas das organizações sindicalistas revolucionárias do mundo aderentes à atual refundação da AIT, processo o qual a FOB (Brasil) saúda e acompanha. O objetivo é conhecer e estudar seus princípios, finalidades, modelos de ação e organização. Além de estatutos de organizações atuais, acrescentamos estatutos históricos da 1º Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT). Todos estatutos aqui reunidos estão disponível virtualmente nos sites das próprias organizações.

Lutar, Estudar, Trabalhar!

Construir o Sindicalismo Revolucionário!

Por uma Tendência Classista e Internacionalista!

https://uniaoanarquista.files.wordpress.com/2012/09/4-140-ait.jpg?w=940&h=198&crop=1

 

 

 

[FOB – BRASIL] II ENOPES: Une nouvelle alternative syndicale révolutionnaire de masse surgit! / II ENOPES: Surge una Nueva alternativa sindical de masas e revolucionária! / II ENOPES: Surge uma nova alternativa sindical de massas e revolucionária!

Traduções voluntárias para para todos idiomas são muito bem vindas!!!

estamos recebendo em lutafob@protonmail.com


Continuar lendo

Nota de Pesar – Falecimento de Santiago Maldonado

O Fórum de Oposições pela Base manifesta seu profundo pesar ao receber a confirmação de que o corpo encontrado nas margens do rio Chubut é mesmo de Santiago Maldonado. Prestamos também toda nossa solidariedade à família até que esta termine seu calvário na busca de respostas e justiça.

Jovem de 28 anos, militante e tatuador nascido na província de Buenos Aires e residindo em El Bolsón, Santiago Maldonado se aproximou e se dedicou à luta dos Mapuches e foi exatamente se dedicando a tal luta, em um protesto no dia 1 de agosto pela libertação de Huala que o militante sofreu sob o terrorismo de Estado e “desapareceu forçadamente”.

Diante disso, nos colocamos ao lado de cada um dos que lutam contra o avanço dos Estados genocidas, seja na argentina com Santiago, seja no Brasil com Amarildo, Rafael Braga e tantos outros de nossa classe que sofrem o jugo impiedoso de nossos inimigos.

Mais uma vez o Estado se utiliza de sua ferramenta recorrente e “faz sumir” um companheiro de classe e luta para fazer avançar cada vez mais os desmandos do capital, tenhamos claro que tais ações servem a empresas como o grupo Benetton e outras mais que fazem valer seus interesses por cima de qualquer um que esteja em seu caminho.

Nesse contexto aonde a repressão dos governos e da burguesia internacional avança Cada vez mais se faz necessário que a resistência e solidariedade da classe trabalhadora também seja internacional. É preciso também que as organizações da classe trabalhadora preparem e intensifiquem a autodefesa do nosso povo para que juntos possamos construir a resistência tão imprescindível em nossas lutas diárias nos locais de trabalho, estudo e moradia.

Aos nossos mortos, nenhum minuto de silêncio, mas toda uma vida de luta!

Santiago Maldonado Vive e vencerá!

[FOB] Solidariedade aos que lutam! – A luta contra o fascismo é internacional

O Fórum de Oposições pela Base manifesta seu profundo pesar e também toda a sua solidariedade aos ativistas antifascistas e militantes de organizações de trabalhadores que foram feridos e mortos no ataque neonazista na cidade de Charlottesville (EUA)  ocorrido neste dia 12.

1502552919_477485_1502565070_album_normal

A advogada Haether Heyer de 32 anos foi confirmada como a primeira vitima fatal dessa covarde ação, suas  ultimas palavras em uma rede social antes de ser atropelada propositalmente foram: ” se você não está indignado você não está prestando atenção!”

 

Entre os que estão em estado grave estão militantes da organização Sindicalista Revolucionária IWW (Trabalhadores Industriais do Mundo) que a mais de cem anos se mantem nas fileiras contra as opressões em solo norte-americano. Continuar lendo